Ismael Monticelli

Porto Alegre, RS, Brasil, 1987
Vive e trabalha em Brasília, DF, Brasil

Os trabalhos de Ismael Monticelli tem seu ponto de partida, geralmente, a partir da observação sensível do entorno próximo (como da casa em que mora) ou de um contexto específico (como do museu que irá abrigar a sua exposição ou da feira de arte que apresentará seu trabalho). A partir de profundas pesquisas que envolvem entrevistas, documentos históricos e diferentes materiais, suas obras desdobram-se em um tipo de ordenação racional – arranjo, disposição metódica ou organização. Ao empreender estas ações, o artista procura apresentar espaços, objetos, materiais e narrativas de outras formas, revelando o que deles não é percebido ou facilmente visto, tecendo outras relações entre aparência e realidade. Tais experimentações têm gerado proposições em diversas mídias, como objetos, instalações, fotografias e impressos, sem restrições a uma técnica ou categoria.

Um dos temas que mais tem interessado Monticelli nos últimos anos é a relação entre ficção, arte e história – principalmente as micro-histórias. Frequentemente, utiliza sua conta pessoal do Instagram como uma espécie de estúdio aberto, onde é possível acessar parte do processo de pesquisa dos seus projetos mais recentes, inclusive pensando o aplicativo como um arquivo, onde coleciona, organiza e publica imagens e informações referentes ao fazer de cada trabalho. Eventualmente, cria trabalhos especialmente para o Instagram.

©Portas Vilaseca Galeria.