Gabriel Secchin

Secchin se interessa pelo contraste e pela tensão que podem ser vivenciados tanto visualmente, quanto conceitualmente, quando elementos de diferentes contextos são “impostos” a desenvolver um diálogo. Ele acredita que com o uso de cores vibrantes e o recurso de elementos mais realistas, sua pintura cria uma espécie de isca para que o observador tenha que, na sequência, lidar com elementos mais imprevisíveis, ou até mesmo irresponsáveis, os quais podem criar algum nível de desconforto. Ele também lida com a acessibilidade dos temas que faz referência. Uns podem ser mais facilmente acessíveis, outros mais obscuros; alguns podem emergir de assuntos mais delicados, outros de aspectos banais do dia-a-dia. Tudo isso auxilia para que a obra de Secchin, com uma dose de humor e cinismo, explore a incongruência de alguns aspectos da vida humana.

©Portas Vilaseca Galeria.