ARTE+CARE #2 – ANA HUPE APRESENTA UMA NOVA SÉRIE DE SERIGRAFIAS EM PAPEL

Dando continuidade ao ciclo #2 do Programa ARTE+CARE, apresentamos nesta semana um conjunto de serigrafias em papel da artista Ana Hupe.

Nessa nova série, intitulada Vamos supor que estivéssemos em um país livre, observamos uma variação na aplicação das cores da bandeira nacional brasileira, com a infiltração do vermelho. A imagem das duas palmeiras da Mata Atlântica, produzida pela artista – e que gerou a matriz da serigrafia -, é uma síntese da tropicalidade. E a frase é um convite a imaginar outros presentes e futuros para este cenário colorido. Este trabalho foi inicialmente concebido como parte das 12 serigrafias que compõem a instalação Do embarque à vela ao retorno supersônico, apresentada em 2018 na exposição Ecos do Atlântico Sul (curadoria de Ines Linke e Uriel Bezerra), no Instituto Goethe, em Salvador. Nessa série exclusiva para o ARTE+CARE, a gravura foi retirada do contexto original da instalação para ganhar novos significados, em meio à destruição ambiental e social do país promovida pela extrema direita no poder.

Acesse aqui o PDF completo para visualizar todos os trabalhos e ler mais sobre o programa ARTE+CARE.

Para visualizar em nosso perfil no Artsy, clique aqui.

—–

ARTE+CARE é um programa desenvolvido para apoiar nossos artistas representados e, ao mesmo tempo, ajudar pessoas, organizações e iniciativas relevantes nos campos da cultura, da saúde e da atenção básica.  Séries de trabalhos inéditos e a preços acessíveis (entre R$900 e R$2000 cada) foram produzidas exclusivamente para o programa pelos nossos artistas e, a cada mês, uma parte das vendas será doada a uma iniciativa diferente.

Nesta segunda etapa do programa ARTE+CARE, estamos apoiando a ação #JuntosContraCovid-19, coordenada pela ONG carioca Move Rio, em parceria com outras organizações, no auxílio a moradores de diferentes comunidades do Rio de Janeiro que não têm recursos e precisam ficar em casa nesse período de isolamento social. A ação se dá por meio da arrecadação de doações em dinheiro e distribuição de cestas com alimentos não perecíveis, itens de higiene pessoal e materiais de limpeza. Mais informações em: www.juntoscontracovid.com.br

Uma parte do valor recebido pela artista Ana Hupe com a venda dos seus trabalhos será doada ao quilombo Conceição das Crioulas, localizado no sertão central do estado de Pernambuco.  Fundado em 1808 por mulheres (e liderado por mulheres até hoje), o quilombo fez parte de uma pesquisa de Ana Hupe em 2017, durante uma residência na Fundação Joaquim Nabuco (Recife), e que culminou na sua exposição Muito futuro para uma só memória.

No próximo sábado, encerramos o ciclo #2, com a participação da artista Carolina Martinez. O ciclo #3 terá início em julho com um novo grupo de artistas e uma nova iniciativa beneficiada, e assim por diante. Fiquem ligados nos nossos canais online!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

©Portas Vilaseca Galeria.